Spaghetti: com ou sem a colher?

---Spaghetti: com ou sem a colher?

Spaghetti: com ou sem a colher?

Quando eu era pequena, vez ou outra ia jantar com uma amiga e os pais dela em uma trattoria italiana em Copacabana. Achava muito elegante o pai dela comer spaghetti com a ajuda da colher, sem fazer nenhuma bagunça, sem perder nenhum fiozinho e sem cortar a pobre massa em pedacinhos. Essa prática é utilizada ainda hoje por várias pessoas; os restaurantes de comida italiana no Brasil servem spaghetti junto com a colher.

Mas será que na Itália é assim?

Vários alunos me fazem essa pergunta. Devo lhes dizer a verdade: NÃO! No Brasil isso é considerado elegante, mas na Itália é absolutamente proibido, banido das regras de etiqueta à mesa. Durante o longo período em que vivi na Itália, aprendi que não se deve fazer e nunca vi nenhum restaurante trazer a colher ao servir a massa (a não ser que seja “in brodo”). Lá não se deve nunca usar a colher para comer qualquer tipo de pasta longa (spaghetti, tagliatelle, tagliolini, linguine, etc).

spaghetti senza cucchiaio

Para confirmar isso, é só fazer uma pequena pesquisa sobre as regras de etiqueta à mesa italiana (il “Galateo a tavola”). Aqui cito algumas das passagens interessantes de sites italianos, com as respectivas fontes e tradução:

1 – Gli spaghetti e la pasta lunga si mangiano esclusivamente con la forchetta. Non si tagliano con il coltello, né si usa il cucchiaio per agevolarsi. La forchetta deve essere tenuta un po’ inclinata orizzontalmente e si devono arrotolare pochi spagetti alla volta, in senso orario, in modo da ricavare un boccone moderato e senza fili bavosi che pendono. https://www.roma-gourmet.net/sito/?p=5694

Tradução: Espaguete e massa longa são comidos exclusivamente com o garfo. Não se cortam com a faca, nem se usa a colher para ajudar. O garfo deve ser mantido um pouco inclinado horizontalmente e se devem enrolar poucos fios de espaguete por vez, em sentido horário, de maneira a fazer uma porção moderada e sem fios que pendem.

2 – Non si mangiano gli spaghetti con il cucchiaio. Il segreto è fare un po’ di spazio a lato del piatto e arrotolare una piccola quantità di spaghetti alla volta. Se l’operazione risulta complicata, è consentito mettere in bocca quello che si può e accompagnare il resto con la forchetta. Tutte le tecniche sono valide, ma non il cucchiaio, per favore. https://italopolis.italieaparis.net/articles/gli-italiani-mangiano-pasta-tutti-i-giorni-351/

Tradução: Não se come espaguete com a colher. O segredo é fazer um pouco de espaço ao lado do prato e enrolar uma pequena quantidade de espaguete de cada vez. Se a operação for complicada, é permitido colocar na boca o que se consegue e acompanhar o resto com o garfo. Todas as técnicas são válidas, mas não a colher, por favor.

3 – Per consumare un piatto di spaghetti, tagliatelle, fettuccine ecc, si deve usare SOLO la forchetta, mai spezzare la pasta con il coltello ne tanto meno servirvi del cucchiaio per aiutarvi ad arrotolarli. https://ilcucchiaiodilegno.myblog.it/archive/2011/07/06/mangiare-gli-spaghetti.html

Tradução: Para consumir um prato de espaguete, tagliatelle, fettuccine, etc, se deve usar SOMENTE o garfo, nunca cortar a massa com a faca e nem mesmo usar a colher para ajudar a enrolá-la.

Vamos aprender?

Para quem quiser treinar, observe em seguida as fotos que explicam como comer spaghetti como os italianos:

1. Pegue alguns fios de spaghetti com o garfo:

como comer os spaghetti

2. Leve-os para um canto do prato:

3. Enrole-os tranquilamente, simples assim!

como comer os spaghetti 3

Então… se estiverem na Itália, que tal fazer uma “bella figura”?

A Roma come i romani!

Buon appetito!

Por | 2018-02-16T21:22:56+00:00 fevereiro 16th, 2018|Categorias: Comer e beber na Itália|0 Comentários

Sobre o Autor:

Amo a Itália desde sempre e também sempre adorei aprender novas línguas, conhecer novas culturas. A vida me proporcionou, como se diz, a faca e o queijo. Passei uma grande parte de minha vida na Itália, em Milano e assim juntei duas paixões. Hoje tenho o imenso prazer de ensinar a língua italiana e os costumes de seu povo. Pude viver a Itália intensamente, aprender sua história, conhecer sua gente, sua culinária, seu modo de viver. Esse contato, que ainda mantenho com esse país e o conhecimento profundo da língua italiana são a base sobre a qual se baseia meu método de ensino. Aliado a eles, utilizo os métodos mais modernos, das melhores editoras italianas especializadas no ensino da língua, e a tecnologia como suporte audiovisual, proporcionando aulas interativas, lúdicas, eficazes e eficientes. Trabalho há vários anos como tradutora e intérprete de italiano, tendo realizado vários projetos de tradução de Websites de empresas italianas e brasileiras que atuam nos dois países,de trabalhos acadêmicos, textos técnicos de Direito, Engenharia, Arquitetura, Psicologia, Religião, etc. Durante quatro anos fui tradutora sênior de uma associação com sede em São Paulo para o site de notícias, traduzindo as notícias brasileiras para o italiano e as notícias italianas para o site em português, diariamente. Como intérprete realizei vários trabalhos de tradução simultânea e consecutiva em congressos e palestras e acompanhei grupos de empresários italianos e brasileiros em reuniões de negócios e em feiras na Itália e no Brasil.

Leave A Comment